quarta-feira, 16 de maio de 2018


Pérolas burocráticas

Por quê nas farmácias Pacheco se pede o CPF e em seguida o nome do consumidor? Aliás, em muitas empresas ocorre essa mesma falha de programa informático. Qual seria a razão?
Em nenhum lugar do comércio se pede carteira de identidade, o CPF a substituiu em toda parte. Então por quê não se juntam as duas versões numa só?
Rico não apresenta carteira de identidade, as carteiras são para pobres e classe media.
O problema da população em geral é que os economistas não tratam de distribuição de renda, mas adoram a concentração porque têm em mente que os pobres só comem enquanto os ricos podem fazer investimentos. Então suas equações buscam a concentração de renda e nunca a distribuição.  A ascendência dos economistas no poder foi mal para a classe media brasileira.
Por quê a farmácia Raia não dá recibo de caixa com nome do consumidor e é preciso pedir uma nota fiscal?

Nenhum comentário:

Greve de Trabalhadores Há uma diferença entre dizer que a greve é justa (e não estou dizendo nada) e a forma de realizá-la. Parece qu...